Abrindo minha caixa de ferramentas

Neste artigo irei compartilhar algumas ferramentas que uso para desenvolver software no dia a dia, vou falar desde sistema operacional chegando até o uso do CURL.

Sistema Operacional

No trabalho e em casa utilizo bastante o macOS, apesar que ultimamente em casa estou utilizando mais o Arch Linux. As vantagens de se utilizar o macOS é que você terá um sistema operacional estável, com todas as vantagens da plataforma UNIX, e o homebrew como um ótimo gerenciador de pacotes. A grande desvantagem é que o equipamento é caro, ficando difícil sempre manter o hardware atualizado por conta do preço. Por isso em relação ao SO, recomendo fortemente o Arch Linux pelos motivos:

  • Você não ficará preso ao hardware proprietário, poderá comprar qualquer pc ou notebook;
  • Possui um excelente gerenciador de pacotes, o pacman, nele você nunca terá problemas com versões desatualizadas de pacotes;
  • Instalação limpa, pois quando você instala o Arch, ele vem somente com o console, então caberá a você instalar o gerenciador de janelas, e tudo mais, assim será instalado somente o que você realmente necessita;
  • A sensação legal de ter sempre rodando a versão atual do kernel do Linux.

Desktop do Linux

Sou fã e usuário do Gnome, ele tem uma interface bastante clean, sobrando bastante espaço para o conteúdo que tem ser exibido nas janelas, além de já vir com o Gnome Terminal. Mas um outro desktop que acho bacana é o XFCE, bem limpo e rápido também.

Editor de Texto

Como editor de texto uso unicamente o VIM, dominando seus comandos ele me oferece um grande ganho de produtividade. Apesar de eu ter testado um pouco o Emacs, que possui uma gama de plugins, eu fico no lema menos é mais, com terminal + vim faço qualquer coisa, risos. Antes do VIM, eu utilizava bastante o Sublime Text, mas acredito que atualmente existem melhores opções neste mesmo segmento, como o Atom. Se você está querendo começar no VIM, vou dar as seguintes dicas:

  • Primeiro aprenda a utilizar os comandos básicos, pesquisando no google, você achará muita coisa;
  • Crie seu próprio dotfile .vimrc, utilize o Vundle para gerenciar plugins;
  • Seja persistente, a ideia do editor é outra, mas no final irá valer a pena.

Essa tabela periódica do vim vai te ajudar com os comandos, utilizei bastante ela quando iniciei no VIM.

Recomendo dar uma olhada no meu .vimrc, nele você encontrará vários plugins quase indispensáveis e já vai estar configurado com um visual legal.

Terminal

Utilizo e recomendo o zsh, ele fornece algumas facilidades como auto complete, tab complete… Eu utilizo um framework que adiciona o zsh junto com alguns plugins e facilidades o https://github.com/robbyrussell/oh-my-zsh, ele é bem fácil, e já deixa seu terminal com um visual bacana. No macOS eu utilizo o iTerm como player do terminal, ele possui a excelente feature de splits na janela. No Linux e as vezes no macOS, eu utilizo o tmux, para também fazer splits, criar várias windows, compartilhar sessões, entre outras coisas.

Browser

Utilizo o Chrome, pois ele possui uma excelente ferramente de console, o Developer Tools, que facilita bastante para debugar e testar o JavaScript.

CURL

Quem nunca usou ferramentas como Postman para interagir com APIS? Ou instalou a extensão JSON Viewer pra conseguir ver a resposta de um GET bonitinho no browser? As vezes não é necessário essas coisas, tudo que você precisa é o CURL com o JSONPP:

Quero listar os usuários da minha API:

$ curl http://localhost:3000/users | json_pp

Quero criar um novo produto na minha API:

$ curl -X POST http://localhost:3000/products -H "Content-Type: application/json" -d '{"description":"Product", "price":"10.55"}'

Simples não? E você faz tudo isso sem sair do seu terminal.

Concluindo

Tentei mostrar algumas ferramentas que utilizo bastante no meu dia a dia, devo ter esquecido várias, mas acho que lembrei das importantes. Fui bem sucinto nesse artigo, mas já estou programando fazer vários posts sobre cada uma dessas ferramentas, dando maior detalhes da instalação, uso e configuração. Espero que tenham gostado e até mais!